segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Qual é o sistema de governo da Nova Zelândia? - Eleições


 Qual é o sistema de governo da Nova Zelândia?

O que é MMP?

MMP é o sistema de votação que usamos na Nova Zelândia. Significa ‘Mixed Member Proporcional’. Usamos o MMP para escolher quem nos representa no Parlamento.

O Parlamento tem 120 assentos para seus membros do Parlamento (MPs). Durante uma eleição, os partidos políticos tentam ganhar o máximo de assentos possíveis no Parlamento.

No MMP, você tem dois votos - um voto do partido e um voto do eleitorado.

Você vota no partido político que deseja que o represente. Quando você vota em um partido, ajuda a escolher quantos assentos no Parlamento cada partido obtém. O voto do partido decide em grande parte o número total de assentos que cada partido político obtém. Os partidos com maior participação nos votos do partido obtêm mais assentos no Parlamento. Os partidos também tentam ganhar o maior número possível de cadeiras eleitorais.

Você vota no candidato que deseja que represente a área em que vive. Ao votar em um candidato, você ajuda a escolher quem representa o eleitorado em que vive. Isso é chamado de voto do eleitorado. O candidato com mais votos vence e torna-se um membro do parlamento (equivalente ao título de deputado no Brasil).

Partidos políticos tentam ganhar votos partidários e votos do eleitorado
Os partidos políticos devem obter pelo menos 5% dos votos partidários ou ganhar uma cadeira eleitoral antes de poderem ter quaisquer cadeiras no Parlamento.
Como o MMP é um sistema proporcional, a parcela de cadeiras que um partido ganha no Parlamento é quase a mesma que sua parcela de votos do partido. Isso se aplica a grandes e pequenos partidos.
Como os assentos no Parlamento são alocados
Todo candidato que ganha um eleitorado obtém uma cadeira no Parlamento. Eles são chamados de electorate MPs. 

As cadeiras restantes são preenchidas por listas partidárias. Cada partido tem uma lista partidária, que é uma lista de candidatos classificados na ordem em que o partido deseja que esses candidatos sejam eleitos para o Parlamento. Os candidatos eleitos de uma lista do partido são chamados de "list MPs" (deputados da lista).

Os partidos negociam para formar um governo. Normalmente nenhum partido consegue votos suficientes para governar sozinho. Os partidos  freqüentemente precisam chegar a um acordo com outros partidos para formar um governo ou aprovar uma legislação.

Alguns tipos de acordos possíveis são:

Coligações - quando dois ou mais partidos se unem para formar um governo.

Acordos de confiança e fornecimento - quando um partido concorda em apoiar outro em certas questões e leis que são votadas no Parlamento.

Os partidos podem ser registrados ou não registrados

Tanto os partidos registrados como os não registrados podem apresentar candidatos eleitorais nas eleições gerais. Mas apenas os partidos registrados na Comissão Eleitoral podem:

- contestar o voto do partido.
- ter seu logotipo registrado no boletim de voto.
- acessar fundos de transmissão para publicidade na televisão e no rádio.

ELEIÇÕES 2020

Acontecerão no dia 17 de Outubro.

Registre-se para votar clicando aqui. Você vai precisar de carteira de motorista, passaporte "RealMe" pra verificar a sua identidade.

Nessas eleições teremos também 2 referendos:
 - End of Life Choice Act 2019
Cannabis Legalisation and Control Bill (Lei de Legalização e Controle da maconha).

Você receberá dois documentos de votação: um para as Eleições Gerais de 2020 e outro para os referendos.

Fontes:
 

 

domingo, 17 de maio de 2020

COVID-19 na Nova Zelândia


A população da Nova Zelândia é de 5,002,100 habitantes.

  • 03/02/2020 - O governo da Nova Zelândia anunciou que todas as pessoas vindas da China teriam suas entradas negadas no país. Com exceção dos residentes e cidadãos neozelandeses, e aqueles que teriam deixado a China e passado 14 dias ou mais em outro país.
  • 07/02/2020 - Healthline freephone para covid-19.
  • 28/02/2020 - O primeiro caso de COVID-19 na Nova Zelândia foi reportado na região de Auckland, na ilha norte. Uma mulher neozelandesa recém chegada do Irã, na casa dos 60.
  • 17/03/2020 - O Ministro David Clark anunciou que turistas que desobedecessem o lockdown seriam presos e até deportados. O Ministro das finanças Grant Robertson anunciou um pacote de NZD$12.1 bilhão (8.7 bilhões para empresas e empregos, 2.8 bilhões para suporte de renda, 500 milhões para a saúde e 600 milhões para aviação). Anúncio do "esquema de subsídio salarial", no qual o governo pagará $585 por semana no total de 12 semanas para cada funcionário full time das empresas que aplicassem para receber esse subsídio, e $350 para funcionários part-time, também por 12 semanas.
  • 18/03/2020 - O Ministério das Relações Exteriores pediu a todos os neozelandeses que retornassem para a Nova Zelândia. E o governo neozelandês fretou vários vôos de repatriação.
  • 19/03/2020 - Todas as fronteiras do país foram fechadas às 23:59, permitindo apenas a entrada de residentes e cidadãos neozelandeses, com o requerimento de isolamento voluntário. A compania de recrutamento médico MedWorld apelou para que médicos aposentados voltassem ao trabalho e também aqueles que trabalhavam apenas meio período.
  • 20/03/2020 - Serviços públicos como livrarias, piscinas e parquinhos foram fechados.
  • 21/03/2020 - Um sistema de 4 níveis de alerta foi introduzido para gerenciar o surto, e foi definido como alerta nível 2.

Leia sobre o sistema de alerta covid-19 da Nova Zelândia e seus níveis clicando aqui.
  • 22/03/2020 - O povo correu para os supermercados para fazer compra de pânico.

  • 23/03/2020 - Passamos para o alerta nível 3, sendo anunciado que em 2 dias passaríamos ao alerta nível 4. Partidos "rivais" suspendem a campanha eleitoral e se unem para combater o covid-19.
  • 24/03/2020 - O governo extendeu os vistos temporários até o fim de setembro.
  • 26/03/2020 - Começou o alerta nível 4, onde o país entrou em bloqueio nacional. Apenas serviços essenciais como hospitais, farmácias e supermercados poderiam permanecer abertos. E as pessoas podiam sair de casa para se dirigir até esses estabelecimentos, onde foram implantadas regras rígidas de segurança. Também era possível sair para caminhadas nos bairros, sempre obedecendo o distanciamento social de 2 metros. A Primeira Ministra Jacinda Ardern anunciou um pacote de $27 milhões para serviços sociais como Salvation Army e Women's Refuge.
  • 29/03/2020 - Primeira morte por covid-19, uma mulher na casa dos 70 anos. Lançaram um formulário online para que denunciem as pessoas que desobedecem as regras do nível 4 de lockdown.
  • 02/04/2020Nesse dia a Nova Zelândia teve o maior número de novos casos: 89. E esse número se repetiu também no dia 05/05/2020.
  • 10/04/2020 - Todos os neozelandeses retornando para a Nova Zelândia devem ficar em isolamento supervisionado.
  • 14/04/2020 - Anúncio de um pacote de $130 milhões para estudantes do ensino superior.
  • 15/04/2020 - Foi anunciada a redução de 20% nos salários dos ministros e executivos do setor público. Vários prefeitos de Otago, incluindo Jim Boult, prefeito de Queenstown, anunciaram que iriam doar parte de seus salários para caridade e assistência dos atingidos pela crise do covid-19.
  • 16/04/2020 - Começaram a ser realizados testes comunitários voluntários em supermercados selecionados para testar se ainda existia transmissão comunitária. 
  • 20/04/2020 - A Primeira Ministra Jacinda Ardern anunciou que passaremos ao alerta 3 a partir de 27/04/2020 as 23:59h, e empresas estão autorizadas a trabalhar internamente para reabrir no level 3.
  • 23/04/2020 - Anúncio de um pacote para suporte as mídias de $50 milhões, eliminando também as taxas de rádio e televisão por 6 meses.
  • 28/04/2020 - Voltamos ao alerta nível 3, onde algumas empresas tiveram permissão para trabalhar, tais como empresas de construção, e de comida quando fosse possível apenas entregar a comida sem contato com o cliente, e o mesmo deveria levar para comer em casa.
  • 29/04/2020 - Escolas e creches voltaram a funcionar apenas para os filhos de trabalhadores essenciais que não tem com quem deixar seus filhos.
  • 07/05/2020 - Recorde de testes feitos em um dia = 7,812 testes.
  • 14/05/2020 - Entramos no nível 2, onde a maioria  das empresas puderam abrir suas portas, todas adaptadas as regras de segurança e distanciamento social.
  • 17/05/2020 - 1,499 casos (1,149 confirmados e 350 prováveis), 45 casos ativos. Foram 21 mortes no total.
  • 20/05/2020 - O Ministério da Saúde lançou um app para registrar os lugares que as pessoas frequentam. Quando você chega em alguma loja ou restaurante por exemplo, você abre o app e escaneia o código QR, então o app vai registrando todos os lugares que você passou. 
  • 24/05/2020 - Outra morte por covid-19, de uma pessoa da St Margaret's Rest Home.
  • 25/05/2020 - A Primeira Ministra Jacinda, anunciou que iria liberar o contato social para até 100 pessoas, a partir das 12:00 do dia 29 de março. (o limite anteriormente era de 10 pessoas). Também foi anunciado um subsídio para neozelandeses que perderam seus empregos de $490 por semana, e $250 por semana para quem estiver trabalhando apenas meio período.
  • 29/05/2020 - Alguns milhões foram liberados para o setor de Artes e Cultura.
  • 08/06/2020 - Nenhum caso ativo. A Primeira Ministra anunciou que entraremos no alerta nível 1 a partir de meia noite. No alerta nível 1, não haverá restrições no nosso dia-a-dia, nas atividades sociais e comerciais, e também nos transportes públicos. Mas as fronteiras do país continuação fechadas ainda por tempo indeterminado. 
  • 09/06/2020 - Primeiro dia do alerta nível 1 :)

Total de casos = 1504 e 22 mortes.


Os 4 locais de maior contágio foram:

1- Um casamento em Bluff no restaurante Oyster Cove - 98 casos.
2- Colégio Marista em Auckland - 96 casos.
3- Comemoração de Saint Patrick - 77 casos.
4- Rosewood Rest Home (casa para idosos) em Christchurch - 56 casos.

Leia sobre o sistema de alerta covid-19 da Nova Zelândia e seus níveis clicando aqui.

Leia aqui sobre as 22 mortes por covid-19 na Nova Zelândia.