sábado, 30 de maio de 2015

Dirigindo na Nova Zelândia - parte 2


DIRIGINDO NA MÃO INGLESA

A Nova Zelândia foi colonizada por britânicos e por isso a mão inglesa foi adotada por aqui.

Ou seja, se você for dirigir aqui, vai ter que dirigir do lado esquerdo da pista, e vai sentar do lado direito do carro, onde tem o volante :)

Vamos as dicas então:


MANTENHA-SE A ESQUERDA

Sempre dirija no lado esquerdo da estrada. Se você
dirige no lado direito da estrada em seu próprio
país, por favor, lembre-se de manter-se a esquerda - é fácil esquecer onde você está!



CINTO DE SEGURANÇA

Por lei, todos no veículo devem usar um cinto de segurança
ou car seat para crianças - estejam eles na parte da frente ou de trás.

Crianças menores de sete anos de idade devem ser fixadas em um car seat.



TELEFONES CELULARES

Os motoristas não devem usar um celular durante a condução, a menos que o dispositivo
seja completamente de mãos-livres ou montado
de forma segura para o veículo, com um fone de ouvido por exemplo. E mesmo assim, deve ser usado apenas por necessidade rapidamente, para atender ou fazer uma chamada. Escrita, leitura
ou o envio de mensagens de texto durante a condução também é ilegal.



ÁLCOOL E DROGAS

Não beber ou usar drogas e, em seguida dirigir - as leis contra isso são estritamente
aplicadas na Nova Zelândia e as penalidades são severas. Para os condutores com menos de 20 anos, existe um limite de álcool zero. Isso significa que você não está habilitado a conduzir se houver
qualquer álcool no seu sangue ou respiração. Para os condutores com idade de 20 anos ou mais, o
limite de álcool é de 50 miligramas por 100 mililitros de sangue ou 250 microgramas por
litro de ar.


TEMPOS DE VIAGEM

As distâncias podem parecer curtas no papel, mas as estradas da Nova Zelândia podem ser mais estreitas
do que você está acostumado, têm terreno montanhoso e variam de auto-estradas (rodovias) para
estradas de cascalho.

Se você estiver cansado tem muita probabilidade de ter um acidente. Aqui estão algumas dicas
para ajudar a ficar alerta:

• Descanse bastante antes de uma longa viagem.
• Faça uma pausa de condução a cada duas horas.
• Se possível, reveze a condução com outra pessoa.
• Evite grandes refeições e beber bastante líquido.
• Se você começar a sentir sono, pare em um local seguro e tire uma soneca de uns 40 minutos.
• Se você está se sentindo muito cansado, encontre um lugar para ficar durante a noite.


DANDO PREFERÊNCIA NOS CRUZAMENTOS

Em geral, se você está virando, dê preferência a todos os veículos que não estão virando.
Sempre utilize a seta indicadora quando virar.


COMPARTILHAR A ESTRADA COM OS CICLISTAS

Os ciclistas têm os mesmos direitos que os motoristas nas estradas da Nova Zelândia. Dirija sempre lentamente perto de ciclistas, passe lentamente e apenas quando for seguro, e tente deixar um espaço de
1,5 metros. Dê seta com tempo de sobra e respeite as ciclovias.


LIMITES DE VELOCIDADE

Placas de limite de velocidade mostram a velocidade máxima que você pode dirigir. Às vezes você pode
precisar conduzir a uma velocidade mais lenta devido às condições da estrada, meteorológicas ou de trânsito.
Limites de velocidade diferentes se aplicam em toda a Nova Zelândia - então preste atenção nas placas de limite de velocidade.



Na maioria das estradas rurais da Nova Zelândia, a velocidade máxima permitida é 100 km/h, a menos que alguma placa peça uma velocidade menor. O limite de velocidade é geralmente 100 km/h em auto-estradas.



Esta placa indica que o padrão de limite de velocidade rural
de 100 km/h se aplica, mas é improvável que a estrada
seja apropriada para viajar nessa velocidade. Você pode precisar conduzir a uma velocidade mais lenta.



Nas áreas urbanas, o limite de velocidade é normalmente
50 km/h a menos que uma placa diga o contrário.


CRUZAMENTO FERROVIÁRIO


Apenas metade dos 1.500 cruzamentos ferroviários públicos da Nova Zelândia tem alarmes automáticos. Se as luzes vermelhas estão piscando, é só parar e esperar até que as luzes parem de piscar, para então prosseguir.
Nos outros cruzamentos ferroviários que não tem alarmes automáticos e luzes, têm apenas placas para parar. Quando você ver uma placa de parada em um cruzamento ferroviário, pare e só atravesse a faixa
se não há trens se aproximando. Obedeça as placas de sinalização nos cruzamentos ferroviários.


ULTRAPASSAGEM

A maioria das estradas na Nova Zelândia tem uma única pista para cada sentido, e algumas oferecem faixas de ultrapassagem em intervalos regulares - que devem ser utilizadas sempre que possível
nas ultrapassagens. 

Linha amarela contínua indica que é muito perigoso para ultrapassar.



ANIMAIS NA ESTRADA


Cuidado com os animais de fazenda na estrada, particularmente nas zonas rurais. Quando vê-los, não buzine para não assustá-los. Você pode precisar parar e
deixar que os animais passem ou dirigir lentamente. Siga
as instruções do agricultor.


ESTRADAS DE CASCALHO


Se possível, evite estradas não vedadas. Se você precisar
conduzir sobre essas estradas, lembre-se que elas podem ser muito estreitas. Reduza a velocidade e diminua ainda mais quando se aproximar de outros veículos. A poeira pode
obscurecer a sua visão e pedras soltas podem lascar
seu pára-brisas.


CARTEIRA DE MOTORISTA

Você deve ter sua carteira de motorista válida ou autorização para dirigir todas as vezes que estiver dirigindo. Se não for em inglês, você precisa fazer uma tradução. Saiba tudo sobre carteiras clicando aqui, na primeira postagem sobre dirigir na NZ.


PONTES DE APENAS UMA PISTA

Na Nova Zelândia existem pontes de apenas uma pista, onde os veículos de uma direção devem dar passagem aos veículos que vão em outra direção. As placas de sinais abaixo mostram e explicam melhor:


Estes dois sinais mostram que você deve dar caminho para o tráfego vindo do outro lado da ponte.

Eu criei uma regrinha pessoal sobre isso, de que a seta de direção em vermelho é quem tem que parar, e a seta maior é quem tem o direito.


Este sinal indica que, se nenhum tráfego está se aproximando, você pode prosseguir através da ponte com cautela.


DIRIGINDO NO INVERNO

Sinal de pista escorregadia

Dirigir com cuidado e evitar freiar bruscamente.
A neve e o gelo podem tornar as estradas ainda mais perigosas, particularmente em torno das montanhas. Empresas de aluguel de veículos, muitas vezes, fornecem correntes para por nas rodas, se você for dirigir nestas condições - certifique-se que você sabe como encaixá-las antes de sair.


ESTACIONAMENTO PARALELO

Na Nova Zelândia, você pode ser multado ou rebocado se estacionar paralelamente no
lado errado da estrada. Você só pode estacionar na direção do fluxo de tráfego em seu
lado da estrada (ou seja, no lado esquerdo) a menos que seja uma rua de mão única.

P.S.: Até aqui eu mesma traduzi por conta própria, da cartilha em inglês disponibilizada pela Agência de Transportes da NZ, através desse link.
Retirei a parte sobre sinaleira, porque eu não entendi muito bem, até porque eu não sou acostumada a dirigir com sinaleira.


SINAIS

Sinais obrigatórios






Sinais de aviso

Permanentes


Temporários








terça-feira, 26 de maio de 2015

Encontro de mulheres

1º Encontro de Mulheres Brasileiras de Queenstown

Nosso primeiro encontro aconteceu dia 16/05/2015.


22 mulheres confirmaram presença, mas apenas 11 compareceram.

Cada mulher levou um prato, e tivemos: mousse de maracujá, bolo de cenoura, pudim de leite, torta de legumes, enroladinhos de salsicha, entre outras delícias.



Conversamos, e nos conhecemos (quem ainda não se conhecia). 


Comemos







Conversamos




 E então tivemos a dinâmica, e muita diversão.

Dinâmica: 

Pedi para que elas fechassem os olhos, e colei na testa de cada uma, uma estrela de cor diferente. As cores das estrelas eram: vermelha, amarela e verde.













 Avisei que quando abrissem os olhos não poderiam falar. Quando abriram os olhos, pedi a elas que sem falar, se agrupassem por cores. No primeiro momento elas ficaram paradas se olhando, e então começaram a se ajudar entre si. Basicamente uma pessoa olhou duas pessoas com estrelas de cores iguais, e uniu elas. Assim essas duas passaram a saber qual a cor que estava na estrela de sua testa. E começaram a procurar mais das mesmas cores. Após todas agrupadas, pedi para que cada grupo conversasse por 2 minutos, comentando o que aprenderam com essa dinâmica. Algumas respostas foram: Confiar cegamente, ajudar primeiro para depois ser ajudada, confiar em quem não conhece porque é preciso em algumas situações, confiar em novas pessoas principalmente sobre estar em um país estrangeiro, etc.



Num segundo momento tivemos as mímicas, onde uma integrante de cada grupo fazia a mímica com o que estava escrito no papel sorteado, para as outras do grupo adivinhar em 30 segundos. Aos 15 segundos eu dava uma dica. Se ninguém do grupo adivinhasse em 30 segundos, os outros grupos poderiam responder e também ganhar pontos. As mímicas foram: ET, Edward - mãos de tesoura, peixe fora d'água, cachorro molhado, um é pouco dois é bom e três é demais, Cristo redentor do RJ.















Depois a dinâmica seguinte foi a SIM ou NÃO. Eu iniciei dizendo uma palavra e depois uma a uma, elas diziam palavras e eu dizia SIM ou NÃO, e elas tinham que matar a charada do porque eu dizia SIM. A primeira rodada eu iniciei dizendo Sorvete, e elas tinham que dizer palavras que começassem com S. Eu fui dizendo SIM e NÃO até que alguém matou a charada. A segunda rodada eu disse Panela, e elas teriam que dizer palavras com a sílaba PA. Terceira rodada eu disse Cinto, e alguém chutou que eram palavras com 5 letras, mas na verdade eram palavras terminadas com a letra O.



Até aqui os grupos empataram na pontuação. Eu tinha preparado mais algumas dinâmicas, mas seria preciso mais do que 11 pessoas, e então eu não pude aplicar. Então eu fiz apenas mais uma, para desempatar. E foi a seguinte. Pedi a elas que ficassem em pé e contassem até 30 e sentassem. Ganhava quem sentasse junto comigo. E então o grupo amarelo ganhou. E foi sorteada uma massagem entre as integrantes do grupo vencedor, e saiu para a Mariana :)

Começamos então o sorteio dos prêmios, e ficou assim:
- 2 massagens: Carol e Flávia
- 2 reikis: Débora e Lais
- Bracelete: Suzany
- $40 degustação na Koko Black, para 2 pessoas: Mariana 
(e ela me convidou :) (uhulllllll)
- Brazilian Wax: Aline
- Mochila: Viviane
- Gargantilha e +10% de desconto na My Tiny toes: Nicole
- 7 caixas de brigadeiro: Debora, Lais, Carol, Nicole, Mariana, Mila e Luana.
Foto de Queenstown: Luana.






Quero deixar registrado o meu muito obrigada aos patrocinadores:



Suzany Pissinati (ipartiu), pela ajuda na organização, busca de patrocínios e ajuda financeira também.

Paul Malcolm - fotógrafo.

Blacksheep Backpackers doou as bebidas.

Dilton Dutra contribui com $12, para as lembrancinhas.

Com a contribuição da Inbound e BRExchange pagamos o aluguel do Plunket e compramos materiais para decoração.

YepNZ doou um voucher de $40 da Koko Black.

Natália Carvalho massagista, doou 4 vouchers de 1 hora de massagem. 

Flávia Maria (The energy of reiki) doou 2 vouchers de reiki.

Carla Ramos (Brazil Studio - wax and beauty) doou uma brazilian wax.

Bem Brasil Jewellery doou um bracelete.

Isabelle Mesquita doou 1 mochila feita por ela mesma.

Jesica Rovanni Doces doou 7 caixas com 5 brigadeiros.

Juliano Baby doou uma foto.

Muito obrigada, sem vocês esse evento não teria acontecido.

Obrigada as meninas pela presença, estava ótimo ;)

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Pais que matam filhos!

Nos dias de hoje, existem muitas notícias sobre pais que matam seus filhos. E são notícias muito triste de se ler. 

Mas o que eu quero falar nessa postagem hoje, é sobre os pais que matam seu filhos lentamente...

Aqueles pais que não dedicam seu tempo para os filhos, nem para brincar, nem para ensinar, nem para cuidar, e muito menos para ser exemplo.

Com certeza não é fácil para um pai trabalhar o dia todo, chegar em casa cansado e o filho querer brincar, querer conversar; sendo que tudo que você quer é descansar. 

Imagine uma mãe que trabalha fora, e ao chegar em casa, ao invés de descansar, ter que cozinhar, limpar a casa, cuidar das roupas, das crianças e deixar tudo pronto pro dia seguinte. E ainda assim ter que arrumar tempo para brincar.

Não é fácil também para uma mãe que não trabalha fora, e fica em casa. Pois são muitos os afazeres domésticos.

Mas somos pais, e a maioria de nós fez essa escolha, de se tornar pai, de se tornar mãe. Temos filhos hoje, porque fizemos a escolha de tê-los. E eles, que culpa têm? Nenhuma, foi escolha nossa.

E se fizemos essa escolha, temos que assumir as responsabilidades. Pois é o futuro de nossas crias que está em jogo. A maneira como os criamos, ensinamos, e somos exemplos para eles, vai refletir na vida deles para sempre. 

E os matamos, e matamos o futuro deles, a cada "agora não".

Agora não posso brincar, estou cansado! Agora não tenho como te ajudar com o dever, tenho mais o que fazer! Agora não, fulano. Agora não...

Os matamos a cada vez que preferimos o celular/ipad/laptop ao invés deles. Matamos o relacionamento familiar quando usamos o celular à mesa, durante as refeições. Quando na sala de tv a noite, a tv fica ligada à toa, enquanto cada um mexe no seu celular. Os matamos a cada vez que eles pedem atenção e damos nosso celular pra eles verem vídeos ou jogar. E ainda temos a sensação de "fiz ele feliz". 

Os matamos a cada livro não lido, a cada pergunta não respondida, a cada desprezo inconsciente.

O cansaço nos cega, e não nos deixa enxergar que a cada momento com nossos filhos é único, e que muitos não voltarão nunca mais.

É super contraditório, porque se eu te perguntar: Quem é a pessoa mais importante da sua vida? Com certeza você responderá que é seu filho. Mas ele tem recebido tempo de qualidade?

Tempo de qualidade com a pessoa mais importante da sua vida :)

Ele precisa de você, da sua atenção, seu carinho, seu cuidado, seu exemplo. 

Pesquisas revelam que o caráter da criança é desenvolvido até os 3 anos de idade, ou seja, tudo que ela aprender/absorver até os 3 anos, vai ser a base da vida toda.

Não lembro qual a fonte, mas eu li uma reportagem, sobre uma pesquisa, que apontou que 95% dos filhos que receberam amor e atenção, não cometeram crimes algum e nunca foram presos.

Quando estamos grávidas, fazemos planos; os pais também. Vou fazer isso e aquilo, não vou fazer isso e aquilo. E acabamos não cumprindo. Fazemos o que prometemos jamais fazer, e não fazemos o que de importante planejamos fazer. 

Tem que ser muito mulher pra ser mãe e muito macho pra ser pai :) Não é fácil não, não é pra qualquer um. Mas buscamos forças naquele amor que jamais pensamos sentir, naqueles sorrisos mais lindos do mundo :)

Que consigamos também ter tempo de qualidade com nossos filhos, tempos únicos, sublimes. Tempos que vão marcar eles para sempre. Que vão moldar o caráter deles, que vão fazer com que eles se tornem pessoas boas e do bem. Que sejamos exemplos!

Que eles estejam sempre em primeiro lugar, acima de qualquer internet, celular. Acima de qualquer canseira ou desânimo. Eles são nossa melhor parte, e que tenham sempre o nosso melhor :)



quarta-feira, 13 de maio de 2015

6 anos de casados ♥

Tudo começou nessa data


Nos conhecemos em um culto da Igreja Betel. No final do culto ele me chamou para conversar, e após 5 minutos de conversa me pediu em casamento, e eu aceitei :)


No dia seguinte ele me escreveu esse bilhete:


Nossa primeira foto juntos



No dia 13 de Maio de 2009 nos casamos :)



E desde então:

Everton escreveu na areia

Dia 09/06/2009 chegamos na Nova Zelândia


E passamos por muitas lutas e provações. Conheça a história clicando aqui.


Amo essa foto :)

Em 2011 ele fez um vídeo para mim, e nesse tempo todo nunca retribui, então resolvi fazer essa postagem :)



Amor

Deus conhece as coisas que quando juntas se completam, e pensando nisso fez você pra mim. E muito antes de saber que você existia, eu te esperava. Foram longas as noites de espera e meu pensamento te procurava, tentando imaginar onde você estaria no exato momento em que eu buscava a sua presença... Muito antes de te ver pela primeira vez eu já te conhecia, porque Deus já tinha plantado no meu coração cada detalhe seu. Antes ainda do seu sorriso brilhar eu já sabia que a alegria se multiplicaria dentro de mim. E hoje posso discernir o tom da sua voz e cada som do seu sorriso. Eu sabia que desde o primeiro toque a química seria perfeita. Que no momento do nosso encontro, todo o universo conspiraria a nosso favor, e que as horas passariam mais rápido que os segundos. Eu sabia que dos seus lábios manaria leite e mel, porque você é meu prometido! É a "terra" de Deus que eu alcancei depois de atravessar o meu deserto em uma longa peregrinação. E isso tem se confirmado nos dias da minha vida, a cada batida do meu coração, no brilho do seu sorriso. Em cada palavra dita, como uma promessa declarada, que se vive na plenitude. E hoje eu posso te dizer, que é mais simples explicar detalhadamente toda a criação do mundo para uma platéia enorme, do que expressar em poucas palavras o que eu sinto por você. Eu te amo.


Pra comemorar nosso dia fomos na onsen, e depois fomos almoçar na Gondola.


Parabéns pra nós e muitos anos de matrimônio feliz ;)